quarta-feira, 14 de abril de 2010

CONHECENDO A MAÇONARIA

DIA DO MAÇOM - SEGREDOS POR UM MILÊNIO

19/08/2006 - 11:32

Que o maçom é o único que consegue brigar com o lobisomem de igual para igual, que eles adoram ao demônio, que o primogênito de um maçom deve ser sacrificado ou que ele só morre com facada no umbigo são algumas das lendas que envolvem os membros da Maçonaria desde seu início. Por ser uma Ordem Secreta, eles possuem os seus segredos, e segundo Lemerval Silva, secretário executivo da Loja Maçônica Cotinguiba (SE), são estes segredos que fizeram a sociedade não se extinguir e, assim, completar mais de mil anos de existência. No dia 20 de agosto é comemorado o Dia do Maçom e Lemerval Silva comenta que cada Loja irá festejar a data no dia e da forma que melhor convir a seus sócios. Em entrevista ao Portal Infonet, Silva desmistifica muitas das dúvidas que envolvem a Ordem e surpreende também ao revelar 'segredos', a exemplo de D. Pedro I ter assinado a Independência em agosto dentro de uma Loja Maçônica, porque ele também era maçom.

Portal Infonet - O que é Maçonaria?

Lemerval Silva - A Maçonaria não é seita e nem religião. Ela é uma Ordem Secreta e não tem nada haver com religiosidade. Embora, um dos princípios básicos para ser maçom é que a pessoa acredite em Deus. Tanto que para nós, para não confundir com a religião católica, nós o chamamos de ‘Grande Arquiteto do Universo’, pois foi ele que criou tudo que existe. Os maçons também se baseiam na Bíblia, ela é nosso livro de Lei. Mas, não debatemos religião aqui dentro, como também não tratamos de política. É proibido pelo nosso código de honra tratar destes assuntos dentro de uma Loja Maçônica. E a palavra maçom quer dizer pedreiro, aquele que constrói, desenvolvendo o princípio da fraternidade e da filantropia.


Uma das galerias dos veneráveis (presidente) da Ordem
Infonet - Quais são os princípios de um maçom?
LS -
Que o homem seja livre e de bons costumes. Então, temos como lema básico a Igualdade, Fraternidade e Liberdade. E nós nos reunimos para fazer a fraternidade. Para educar e lapidar o homem para estes princípios de moral, de ética, mas sempre baseado no lema. A filantropia é o primeiro passo do que procuramos fazer para a sociedade. A maçonaria é uma sociedade secreta, porque temos nosso lema, nossas leis que não são divulgadas. Até porque se fosse, a Ordem já teria acabado como tantas outras. Hoje em dia temos apenas duas ‘entidades’ que sobrevivem a mais de mil de anos: a Maçonaria e a Igreja Católica. Elas não se extinguiram, porque têm os seus segredos. As outras, que se abriram, acabaram. Foram muito divulgadas, vulgarizou e acabou.


Infonet - Mas é verdade que a maçonaria já atuou na política?
LS -
Sim. Já atuamos em várias áreas, como também, na política. A Independência do Brasil foi em decorrência da maçonaria. Ela, como também a abolição da escravatura, ocorreu porque a maçonaria atuou diretamente. Nós sabemos pela história e em todos os livros que a Independência do Brasil ocorreu em 7 de setembro por Dom Pedro I. Mas, anteriormente, ele já havia assinado a Independência em agosto dentro de uma Loja Maçônica, porque ele também era maçom. E somente em setembro que ele foi divulgar. São esses tipos de coisa que não falamos e não temos porque falar. A Maçonaria procura fazer, sem alardar.


Infonet - Mas não é contraditório dizer que vocês não tratam de política e saber que os Maçons estiveram presentes em atos políticos importantes da história?
LS - Nós não participamos politicamente. Como fazemos parte da sociedade acabamos participando da política quando ocorre necessidade. Quando existiu a opressão, no tempo do Império
, nós atuamos baseados na Liberdade. O homem tem que ser livre.


Infonet - É proibido o maçom ser candidato em eleições ou fazer parte de alguma religião?
LS - Não, o homem é livre. Ele faz o que acha que deve. Mas, não pode chegar dentro de uma Loja Maçom, num dia de uma reunião, e ficar falando de política. Isto, porque, do mesmo jeito que ele pode ser um político
, o outro pode não ser. E para que não haja desarmonia e nem infrinja o direito do próximo, não se fala. E cada um pode ter a sua religião, o indispensável aqui é que ele acredite em Deus.


Loja Simbólica Cotinguiba: sede tem 134 anos
Infonet - Explique a formação de uma Loja Maçônica?
LS - As Lojas são pessoas jurídicas, porque são entidades filantrópicas e temos o dever com Estado de pagamento de tributos. Todas elas têm um nome como Loja Simbólica Cotinguiba ou Loja Simbólica Clodomir Silva. Nós não somos um estabelecimento comercial e não vendemos nada. Este nome,
Loja, porque por volta de 1.700 a maçonaria trabalhava escondida, não tínhamos porta aberta e nem letreiros. E os membros se reuniam nos estabelecimento de algum maçom. Principalmente no tempo que a Monarquia na Inglaterra era muito acirrada. E com isto foi pegando o nome Loja que ficou até hoje. Em Sergipe temos cerca de 26 lojas e a Loja Cotinguiba é a mais antiga com 134 anos de existência.


Infonet - Por que somente homens participam na maçonaria?
LS - Isso é um conceito tradicional. Quando a maçonaria iniciou
, as mulheres não participavam de nada. Mesmo com a evolução da posição da mulher na sociedade, algumas coisas se mantêm por tradição. E uma delas é a Maçonaria ter essencialmente homens. Embora existam alguns princípios de evoluir para que as mulheres possam participar, mas ainda não existe nada definido neste sentido.


Infonet - Mas existem Lojas Mistas, com homens e mulheres?
LS - Sim, existem tanto fora quanto dentro do país. Mas, elas não são reconhecidas pela Maçonaria tradicional.


Infonet - E a mulher faz parte de alguma atividade como esposa de um maçom?
LS - Exatamente por estarmos sempre nos atualizando sabemos que o homem sem a mulher não é nada. O homem só é aceito na Ordem se a mulher concordar que ele entre. Não adianta você ser uma excelente pessoa, ter todo o perfil de maçom, mas se a esposa não aceitar a Maçonaria ele não entra. Não iremos causar desarmonia no casal. Atualmente, nós trazemos para o nosso meio a mulher participativa, mas como um ‘braço’ para-maçônico. Elas participam da Associação Fraterna Amigas do Grande Oriente onde se reúnem, fazem filantropia e também organizam todas as festas. Nós também temos o braço dos jovens onde participam da Ação Para-maçônica Juvenil. São jovens de ambos os sexos de 7 a 21 anos que se reúnem com freqüência e acompanhados por um casal do grupo debatem os princípios de moral e ética, como também assuntos como drogas.


"Para ser maçom necessita ser convidado", diz Lemerval
Infonet - Vocês se chamam de irmãos? E a família de vocês também tem este ‘parentesco’?
LS - Nós nos chamamos de irmãos e todos os seus filhos são chamados de sobrinhos. As esposas dos irmãos são cunhadas. Esta denominação acontece em todo lugar. Somos reconhecidos como se f
ôssemos de sangue.


Infonet - Para ser maçom necessita ser convidado? E o que ele necessita ter para ser convidado?

LS - Só entra aquele que foi convidado. Isto porque se eu conheço a pessoa tenho condições de saber se ele é uma pessoa íntegra e justa e tem todas as qualidades necessárias ao maçom. Para ser um maçom é necessário basicamente conhecer a pessoa sabendo que ele é responsável dentro e fora de casa, tem os princípios da moralidade, que crê em Deus, aquele que entra para Ordem vai poder ajudar e gostar de fazer filantropia. Mesmo indicando isso não quer dizer que ele será aceito. No início ele será sindicado. Ele será apresentado para minha Loja e esta fará uma sindicância dele. Se no ambiente familiar, de trabalho e outros, se ele é aquilo que esperávamos. E aí efetivamos ele como maçom. E uma vez entrando, a pessoa não deixa de ser maçom. Depois de um, cinco ou dez anos ele quer parar de freqüentar e deixará de participar, mas nunca deixará de ser maçom, porque já conheceu os nossos mistérios.

Infonet - Vocês fazem juramento?
LS - Nós fazemos um juramento para não divulgar o que acontece dentro das lojas. Os nossos segredos.


Sala principal da Loja Simbólica Cotinguiba
Infonet - Os maçons utilizam sinais e linguagem próprias?
LS -
Sim. por isso nós somos reconhecidos em qualquer lugar do mundo. É universal. Em qualquer lugar do mundo que eu estiver e necessitar de algum auxílio ou socorro eu vou fazer um determinado sinal e vou ser ajudado por uma pessoa que nunca me viu na vida.


Infonet - É verdade que vocês se cumprimentam de forma diferente? Pode dizer como é?
LS -
Sim, por meio deste cumprimento, não só nos reconhecemos como maçom como também reconhecemos em que estágio dentro da maçonaria nós estamos. Quando você entra é um aprendiz e na medida que vai evoluindo você vai tendo formas de comunicar com os irmãos e transmite que você evoluiu. Eu não posso mostrar como é este cumprimento, porque faz parte dos nossos segredos. E o nosso símbolo principal é o esquadro e o compasso. O primeiro, simboliza a rentidão do homem, reto e justo. Com o esquadro você faz traços retos e ângulos perfeitos. E o compasso é a forma mais perfeita que existe, o círculo. E a letra 'G' é o Grande Arquiteto do Universo, ou seja, Deus.


Infonet - E quanto aos comentários que vocês matam as pessoas com ferro, adoram o diabo, entre tantos outros. A que se deve isso e até que ponto é verdade?
LS -
São coisas que surgiram por volta de 1.600, em função da própria Igreja. Isto porque, muitos padres estavam entrando para Ordem e ao verem que os nossos princípios naquela época estavam sendo melhores do que o da igreja. Nós seguimos mais a bíblia do que a própria igreja. Ela tinha o poder e queria dominar inclusive politicamente e os maçons não aceitaram. E os padres que entraram para a Maçonaria viam isto e começavam a ser contra a própria Igreja. Então, veio uma bula papal que proibiu todos os padres a entrar na Maçonaria, determinando que eles escolhessem entre as duas. E a partir daí começou a se criar todos estes mitos. Eles são apenas mitos, como eu poderia cultuar ao diabo e seguia a bíblia? Não tem sentido.


Por Raquel Almeida


Referência eletrônica: ALMEIDA, Raquel. Dia do maçom - segredos por um milênio. Disponível em: . Acesso em: 12/02/2010.

2 comentários:

  1. eu estou impressionado... não imaginava tanta diferença do que eu pensava. é algo muito interessante. devemos conhecer antes de jugar!

    ResponderExcluir
  2. Ninguém pode falar do que não sabe, e para dar alguma opinião de algo que não sabe é porque acabam sendo manipuladas por pensamentos de pessoas que também não conhecem a ordem e ficam colhendo comentários de um e de outro aqui, acolá...Mais um motivo para que a ordem faça de si como sendo secreta. Sou Católico Apostólico Romano, creio na minha religião e não tenho o que falar mal do que não conheço e jamais iria concordar ou acreditar por já ter ouvido pessoas falando o que pensam sem jamais terem conhecido e acredito que seu eu fosse convidado, iria com certeza somar e dar a minha contribuição.

    ResponderExcluir